quarta-feira, 9 de junho de 2010

Não quero decreto


Correndo o risco de ser incompreendida, ouso dizer que não gostei do decreto assinado no dia 04 de junho, onde o presidente Lula institui o 17 de Maio como Dia Nacional de Combate à Homofobia.

Num gostei porque não quero um dia de luta. Quero direitos civis já. Cansei de lenga-lenga. Quero é votação nacional na Câmara e na Assembléia: sobre adoção por casais do mesmo sexo; parceria civil; leis trabalhistas; mudança de nome para travestis, transexuais e afins.

Quero vitórias ou derrotas, mas quero respostas. Ah, sim temos um decreto. E daí? Nossas questões sequer entram na pauta de nossos representantes.

O tema da Parada LGBT de Sampa foi bacana: "Vote contra a homofobia, defenda a cidadania". Pois bem, quero ver que será a mulher ou o homem a enfrentar essas questões colocadas acima. E também outras tão caras ao nosso povo, como a legalização do aborto; reforma agrária; descriminalização das drogas; democratização da mídia; e por aí vai.

Quero ver quem terá ATITUDE!

Sinceramente, mais alguém está sofrendo de desesperança aguda?


Acesse o Decreto AQUI.




4 comentários:

Mr Marcinho disse...

Jana quando se aproxima mais um período eleitoral, legislar e baixar decretos fica tão fácil - (eu estava ao seu lado quando surgiu essa indignação adoron sua autenticidade

Sil disse...

Janaína, foi bem isso que senti.
Esse decreto tem cheiro de esmola: olha que lindo que estou te dando!
Quem quer um dia que tem homofobia no nome? Olha a neurolinguística aí, gente. Ainda se fosse um dia do Orgulho!

carlinhos disse...

eu luto todo dia contra a homofobia agora querem oficializar uma única data pra isso? Olha, Jana, li seu e-mail sobre o GT da nova central e vim visitar seu site, que está ótimo. Mas não estou sofrendo de "desesperança aguda", não, viu?! rs Na verdade, acho que nossa doença é "inconformismo avançado". Um beijo!

B.A.B.I. disse...

eu também não quero decreto. gosto de democracia. ainda mais esse, oras como e em que dia temos que combater a homofobia decidimos nós e não o governo(e é todo dia). hora de dizer chega às ilusões governistas...

abraço
babi

http://marxismocontrahomofobia.blogspot.com/