domingo, 3 de maio de 2009

Notícias Africanas 04



Depois de terminar o "relatório", vi que a coisa estava na “associação livre”... Deixo assim mesmo!!

Hoje vou contar um pouco sobre Maputo e Nelspruit! Isso porque na sexta-feira de tardezinha uma colega ligou e disse: “-Vamos amanhã pra Nelspuit?”. E foi isso que aconteceu no sábado!

Embora Nelspruit (África do Sul) tenha 222 mil habitantes, ela é uma cidade de referência para Maputo (para saúde, consumo/compras e tecnologia), mesmo que Maputo (Moçambique) tenha mais de Um milhão de habitantes. A cidade sul-africana tem ares ingleses (ao menos na minha imaginação): tudo muito bem cuidado, ruas largas, bem sinalizadas, nenhum lixo na rua, nenhum morador de rua também! Contrasta com Maputo onde a maioria das ruas é estreita, muito esburacada e há pouca sinalização; O lixo em Maputo é um dos maiores problemas, está todo espalhado pelas vias nas áreas mais nobres e não possui coleta nos bairros mais afastados. A capital também não tem aterro sanitário! Não é raro que uma das sacolas plásticas que “voam pelo céu da cidade” acabe grudada no vidro de um carro e atrapalhe a direção!

(Ah, e por falar em direção, aqui o volante do carro fica do lado direito! Os carros são muito baratos, vem do Japão e, assim, quase todos têm cambio automático! O sentido do tráfego também é ao contrário! Custou muito aprender para onde olhar quando eu queria atravessar a rua! Eu costumo até fazer uma brincadeira “-Sabe o que é pior do que os carros andando em sentido contrário? Pior é não ter carro na rua e daí nem saber de que lado vem o perigo!” Na verdade nem é piada! Já aconteceu da rua estar totalmente vazia, eu não atravessar e esperar algum carro passar!! Assim eu sabia pra onde olhar durante o resto do percurso!!)

Voltando ao assunto anterior, passeio Nelspruit/Maputo, a estrada é muito bonita! Ela passa ao lado de uma imensa reserva (trecho de floresta protegida que junta Moçambique+Africa do Sul+Zimbabwe). Na altura onde fica o famoso “Parque Nacional do Kruger” é possível ver os animais da estrada! Ontem mesmo havia três jovens girafas, dois javalis e uma impala (um tipo de veado) bem pertinho da gente!! É assim: no Brasil olhamos da janela do carro e tem uma vaca. Aqui tem girafa, a 7 metros de você... Indescritível!!

Me contaram que antes a capital de Moçambique era a Cidade da Beira, mas como Maputo ficava mais próxima a África do Sul, fizeram a mudança! Ao menos é o que alguns moradores dizem... Tentei rapidamente agora achar algo na internet sobre isso, mas não tive muito sucesso! O que sei é que o norte do país é mais pobre que o sul. Moçambique tem várias etnias e 4 línguas locais "predominantes". Após a independência a língua portuguesa foi escolhida para tentar unificar o país. Segundo Mia Couto, em um programa de TV, embora o português seja a língua do colonizador a escolha por ela, e não por uma língua local, foi para que nenhuma etnia se sentisse mais valorizada que outra por ter sua língua posta como oficial no país. Mesmo assim, ao andar pela rua não é possível entender o que as pessoas falam! Menos de 30% da população do país fala português! As línguas locais têm um som totalmente estranho para os latinos. Estão classificadas como de origem bantu (mais de 600 línguas) e embora aqui existam entre 17 e 20 línguas, as mais importantes aqui são o xhosa, macua, xangana e zulu (não sei escrever direito).

Acho que a relação entre os dois países dos quais falo neste texto é muito parecido com a relação entre México e Estados Unidos. Embora não precise de visto para passar de um país a outro (o que é muito diferente dos países da América que citei), as pessoas saem de Moçambique em busca de uma vida melhor na África do Sul. Muitos vão trabalhar em minas de carvão, em condições subumanas e com o sonho de ganhar dinheiro e melhorar a vida da família. Desta forma sempre alguns ônibus com muitos trabalhadores são interceptados pela polícia! Por que as pessoas viajam sem nenhuma segurança, sem contrato de trabalho, em condições horríveis e quando chegam ao destino o trabalho que os espera é o trabalho em condições escravas! Igual também a migração do nordeste para o sul/sudeste do Brasil...

Tudo isso só me faz ter certeza que esse sistema de valores que vivemos é terrível... Na distribuição da riqueza... Nas mazelas de nossa gente de todo o mundo...

Bem... Não sei muito como terminar esse relato!! Só me vem na cabeça uma música sobre esse último tema... A música é romântica... Suave, como suave e romântica é a esperança dos trabalhadores do México, Brasil e Moçambique sobre a mudança de suas vidas...

“Veja você, arco-íris já mudou de cor
E uma rosa nunca mais desabrochou
E eu não quero ver você
Com esse gosto de sabão...na boca
Arco-íris já mudou de cor
E uma rosa nunca mais desabrochou
E eu não quero ver você
Eu não quero ver...
Veja meu bem, gasolina vai subir de preço
E eu não quero nunca mais seu endereço
Ou é o começo do fim...ou é o fim...
Eu vou partir, pra cidade garantida, proibida
Arranjar meio de vida, Margarida
Pra você gostar de mim

Essas feridas da vida Margarida
Essas feridas da vida, amarga vida
Pra você gostar... ”
(Vital Farias- Veja Margarida)

Para ouvir a música acima, tem um bom som (mas não tem imagens):


8 comentários:

Janaina Aziz disse...

Janaaaaaaa...que máximoooooo!!!! Parabénssss

Trás uma Girafa igual essa aí em cima para mim!!!!!!!!!!! rsrs

Bijos da sua Xará

petergast disse...

Xanaína...rs
Talvez vc possa fazer um relato mais pormenorizado sobre o a migração dos moradores daí para a África do Sul ou como é o retorno deles, por exemplo.
Valeu!
Beijos

Reginaldo disse...

Petergast sou eu, Reginaldo...rs

isadora disse...

opa! já linkei seu bloguinho. muito bacana!

Cíntia disse...

Oi Amiga...tenho acompanhado voce nas suas aventuras africanas e sinceramente admiro sua sensibilidade em nos compartilhar impressoes, sentimentos, realidades, devaneios...sinto-a perto porque não se faz longe, embora, esteja. Sinto-me proxima e atenta a esta cultura porque teu olhar me traz a urgencia e importancia...o olhar de quem sente, o olhar fotografico, etnografico...amiga, sempre te admirei muito, sabes disso, além de sensivel tem a capacidade bela de se colocar no lugar do outro e permitir-se às amizades e às vicissitudes da vida, tens uma inteligencia-diamante que ilumina quem esta por perto. Continue nos contemplando com teu olhar-pérola. Beijos, da amiga, Cici

isadora disse...

Oi Jana! Vi que vc falou que ainda estava se ambientando. Se precisar de alguma ajuda pra mexer aqui nas ferramentas do blog, é só dizer um oi que ajudo, tá? No mais, vc aprende tudo rapidinho! :)
Bj!

manu disse...

oi jana achei legal seu blog acho que vai me ajudar no trabalho de geografia ta bjoO priminha
bjxxxxxxxx

t+
manu

Anônimo disse...

Oi Já

Ta muito bom o site... posta mais pra gente... rsrsrs

Saudadesssss

Beijãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaooooooooo

"Le... itinho"