quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Quanto Dura o Amor?


Terça-feira, dia 06, assisti "Quanto Dura o Amor?", no cinema HSBC Belas Artes, na cidade de São Paulo.

Na verdade, quando Maria Clara Spinelli, uma das atrizes do filme, me contou desta produção, pensei que dificilmente eu chegaria a vê-la.

Afinal, mesmo que o cinema nacional esteja ganhando público, esse último ainda está muito aquém do desejado, fazendo que os filmes nacionais ainda tenham dificuldade de entrar, e permanecer, no circuito comercial.

E não é que, para minha surpresa, o filme estreou justamente nos dias de minha passagem por São Paulo? E, pasmem: está em várias salas de cinema!
Feliz, alegre e contente, combinei de ir ao cinema com algumas amigas e, de lambuja, participar de uma conversa com diretor e elenco após a sessão.

Alguns apontamentos:

- O filme é bem bacana! Fala dos encontros e desencontros amorosos na cidade de São Paulo. Uma tragicomédia leve e gostosa de assistir! Identificamo-nos facilmente com os personagens do filme! Tanto que algumas pessoas tendem a dizer que o tema é “universal”! Nem tanto porque o universo é muito maior do que a gente imagina! Mas essa tendência já diz que quem vai ao cinema não irá querer o valor do ingresso de volta!

- Os produtores (não sei se é bem esse o nome) tiveram alguma dificuldade de captar recurso porque alguns financiadores entenderam que se tratava de um filme “GLS”. Fiquei chocada com esse apontamento. Não é nenhuma surpresa que alguém recuse financiar algo “GLS”, mas minha surpresa foi por conta que assisti ao filme e não achei que era “GLS”!! Das duas uma: ou quem negou verba escafunchou até achar alguma coisa que justificaria dizer não OU a rotulação das coisas está tão na ordem do dia que a simples presença de personagens com comportamentos "não heteronormativos" seja suficiente para resumir o filme a esse aspecto.

-Perguntas: o filme de título tosco “Matadores deVampiras Lésbicas” é GLS? Teve dificuldades em captar verba devido a temática centra e explicita do título? Caso você tenha ficado na dúvida, vale 30 segundos de reflexão!

Ah, e antes que eu me esqueça, como não dizer que além de estar em ótimas salas da cidade de São Paulo, “Quanto Dura o Amor?”teve ótima recepção em Assis, cidade da atriz Maria Clara Spinelli. Cidade que não tem muita tradição em prestigiar o cinema, muito menos o cinema nacional.

Claro que a primeira leva de pessoas pode ter saído de casa apenas para ver na telona a atriz conterrânea. Porém se o filme não fosse realmente bom, teria público para apenas duas sessões, coisa não rara até para bons filmes em Assis. Só que desta vez isso não aconteceu!

Dá tempo! “Quanto Dura o Amor?” ainda está em cartaz!


.
PS: e como não comentar a coisa fofa que foi o elenco fazendo uma pequena confusão com a sigla "LGBT"! Politicamente bem orientad@s, cuidaram dessa questão com enorme carinho! Salve Paula Pretta, Maria Clara e Silvia Lourenço! _Salve!
.

2 comentários:

Maria Clara disse...

:)

beijo e rosa...

Chrisinha disse...

Assisti esse Filme, quase dormi, mais achei bem interessante o tema e a forma como foi abordado.
Irado o post.
beijinhosss